Como Começar A Implementar Projetos De Economia Circular

Você provavelmente já ouviu falar sobre economia circular. Cada vez mais empresas tem se interessado pelo tema – o número de eventos e publicações tem crescido significativamente nos últimos anos. Apesar disso, algumas questões ainda não estão claras, já que esse é um assunto novo e em construção. Uma das questões que a grande maioria das empresas interessadas em implementar projetos de economia circular faz é “Por onde começar?”.

Neste artigo vamos abordar um dos primeiros passos para começar sua jornada em economia circular: a mudança de mindset.

O Mindset para Economia Circular

Para que as iniciativas de economia circular sejam efetivas (e sejam de fato relacionadas à economia circular), o primeiro passo é se conscientizar de que: você precisará mudar seu mindset!

Para isso, é importante entender o que de fato é economia circular. Em função da hype criada no tema, algumas pessoas acabam confundido práticas já antigas com o conceito de economia circular, como é o caso da reciclagem. Se você e sua empresa tem interesse em adotar estratégias de economia circular, é necessário se aprofundar no tema para que não corram o risco de usar o termo de forma inadequada.

Vivemos em uma economia linear, isso é um fato indiscutível. O padrão de produção e consumo é movido por modelos de negócio baseados em vendas – onde o lucro só ocorre quando se vende um produto. Esse padrão de modelo de negócio está baseado na linearidade de extrair-produzir-vender; os consumidores por outro lado fazem parte do ciclo comprar-usar-descartar.

E tudo isso ocorre no piloto automático e nem nos damos conta. Quando questionada, a grande maioria das pessoas demonstra preocupação com questões como aquecimento global e escassez hídrica, mas no dia a dia a coisa é diferente. Nunca se consumiu tanto plástico. Mas plástico é reciclável certo? Certo, mas reciclamos muito pouco – apenas 16% do plástico utilizado em embalagens é reciclado1.

Até agora, tudo muito óbvio, certo? Mas o fato é que o primeiro passo está relacionado com a mudança desse padrão. Isso significa que precisamos mudar nosso mindset, nosso modo de ver o mundo, nossas crenças e valores.

A economia circular é uma nova forma de olhar as relações entre mercado, clientes e recursos naturais. O mindset para economia circular tem como foco a geração e manutenção de valor de recursos, produtos e componentes, o pensamento sistêmico e a colaboração.

Gerar e manter valor

Gerar e manter valor de recursos, produtos e componentes é uma peça chave para a economia circular. É um contraponto ao atual mindset linear, que tem como foco o custo e lucro a partir da venda.

Gerar e manter valor de recursos, produtos e componentes é uma peça chave para a economia circular. É um contraponto ao atual mindset linear, que tem como foco o custo e lucro a partir da venda.

Ao circular recursos, produtos e componentes, uma empresa passa a manter o valor desses elementos por mais tempo, o que permite uma maior monetização, reduz impactos ambientais e riscos ao negócio.

Dica: tente identificar o valor perdido e não percebido ao longo do ciclo de vida de seus produtos. Isso pode ser um desafio se o seu mindset está focado em custo, pois manter e gerar valor provavelmente vai requerer algum investimento, mas também trará um retorno positivo para sua empresa, meio ambiente e stakeholders.

Pensamento sistêmico

Para entender o pensamento sistêmico é necessário entender a premissa: tudo está conectado a tudo!

As escolhas no design de um produto, por exemplo, determinam cerca de 80% do custos e dos impactos ambientais de um produto. As práticas adotadas pelo fornecedores determinam a qualidade e impactos ambientais das matérias-prima, assim como as emissões de CO2 de um produto contribuem para o aquecimento global, que não respeita os limites geográficos.

Entender o pensamento sistêmico pode ser fácil, mas colocá-lo em prática será um grande desafio – e não existe outro caminho que não seja praticar.

Dica: expanda sua visão sobre seu negócio para além da fábrica e modelo de negócio, identifique e interaja com seus stakeholders. Substitua a ecoeficiência (fazer mais com menos) pela ecoefetividade (resultado das ações em um contexto mais amplo). Adote o zoom in – zoom out, seja detalhista mas também olhe o todo.

Colaboração

Projetos de economia circular são mais complexos por envolver mais atores. Muitos deles estão além do controle da sua organização, o que dificulta a tomada de decisão e aumenta a resistência à mudanças. Entretanto, isso é uma característica comum em projetos de economia circular. E para serem bem sucedidos, é necessária a colaboração entre os atores envolvidos.

Para colocar em prática a colaboração é necessário entender e ouvir as pessoas. Entender as pessoas é uma parte chave – e não obvia – sobre promover a economia circular. Você precisa entender seu mercado, fornecedores, investidores e outros atores para promover a mudança. Por que meus clientes não pagam mais por produtos sustentáveis? Por que é tão difícil mudar e convencer meus parceiros e fornecedores a adotar práticas de economia circular?

Entender as pessoas é tão importante quanto entender os conceitos de economia circular.

Dica: tente entender como as pessoas pensam e tente promover mudanças de mindset, criando empatia e buscando relações win-win. Identifique os parceiros que estão mais interessados nesse tipo de projeto. Estimule a colaboração da sue equipe com outros parceiros e recompense-a por isso.

Colocando em prática

Incorporar o pensamento sistêmico, a geração de valor e a colaboração no seu mindset é uma boa forma de iniciar sua jornada em economia circular e implementar os primeiros projetos. Mudar o mindset não é uma tarefa fácil, e outras ações serão necessárias, mas este início é extremamente importante para que seus projetos sejam bem sucedidos. Busque conhecimento sobre o assunto, treine sua equipe e contrate especialistas da área que possam ajudar a acelerar nessa mudança.

1. The new plastics econmy – Rethinking the future of plastics. World Economic Forum, Ellen MacArthur Foundation and McKinsey & Company, 2016.

Autor: Diego Iritani

Retirado de: https://upcyclebrasil.com.br/como-comecar-projetos-de-economia-circular/